Faça as pazes com a balança

Quantas vezes você se decepcionou ao subir em uma balança para ver seu peso e o que viu não lhe agradou?

Você tinha ganhado mais uns quilinhos novamente após aquele fim de semana divertido com muitos “comes e bebes”.
Acredito que você pode ser ajudado de uma forma bem simples. Recebendo informação. Então vamos lá.

 

Quando você come carboidratos (doces, massas, grãos, farináceos, verduras, legumes, tubérculos, frutas entre outros) o organismo retém água. Para cada grama de carboidrato ingerido e absorvido pelo organismo serão retidas em torno de 2,7 gramas de água, ou seja, você fica mais inchado e não mais gordo.
E ao praticar exercícios físicos ou mesmo em suas atividades diárias você gasta este carboidrato que foi absorvido em seu organismo e, consequentemente eliminará esta água retida em seu corpo. Você estará desinchando, mas isso também não é emagrecimento.
No período pré-menstrual ou menstrual as mulheres ganham mais peso, mas isso não é gordura. Isto é inchaço. Ao passar este período as mulheres retornam ao seu peso normal. Graças a Deus!
Ao enrijecer os músculos com exercícios físicos eles ficam mais durinhos, mas também mais pesados, devido ao aumento de glicogênio muscular (substância líquida energética que preenchem os nossos músculos). Ou seja, para ter pernas e bumbum durinhos e bem torneados necessitamos ganhar também alguns quilos.
Outro caso muito comum. Ao ingerirmos alimentos que diminuem a velocidade do nosso trânsito gastrointestinal (queijo, por exemplo) teremos um acúmulo de bolo fecal maior em nosso intestino devido ao trânsito mais lento das fezes e isso nos tornará, por um período, mais pesados, mas não mais gordos.
Porém tome cuidado ao ver a balança te mostrando que você perdeu alguns quilos. Nem sempre isso é uma boa notícia.
Quando você ingere poucos nutrientes que servem para formar massa muscular você pode acabar ficando mais flácido e, consequentemente, mais leve.
Você também pode experimentar se alimentar com alimentos laxativos que aceleram o trânsito gastrointestinal e isto fará você eliminar maior quantidade de bolo fecal tornando-se mais leve. Mas, lembre-se você não emagreceu.
Quando você transpira bastante e não repõe o líquido perdido, você acaba ficando mais leve, mas você também não emagreceu e sim, desidratou.Estes dois casos anteriores nos lembram crises de vômito ou diarréia que nos desidratam e nos tornam consequentemente mais leves.
Estes casos nos mostram que nem sempre quando ganhamos alguns quilos, estamos engordando e quando os perdemos, estamos emagrecendo.
Uma avaliação de sua composição corporal (massa muscular, massa gorda, massa óssea, peso residual entre outros) poderá te mostrar a verdade sobre as mudanças de peso que você tem sofrido.
Procure utilizar a balança sempre nas mesmas condições. Mesma hora do dia, mesma roupa, mesma quantidade de alimento ingerido antes da pesagem, realizando ou não a micção e evacuação antes da pesagem, entre outros.
Para finalizar, tranqüilize-se! A balança é uma excelente ferramenta utilizada pelos profissionais nas questões de peso corpóreo, desde que utilizada de forma correta. Ela sempre será nossa aliada nos informando o peso total que ganhamos ou perdemos, mas cuidado em acreditar se você engordou ou emagreceu.

 

Autor: Wellington Pereira de Oliveira.

Matéria veiculada na revista Flora Mulher

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *